PMJP
24 . Out . 2017

Gervázio volta a mostrar a força da candidatura de João Azêvedo ao Governo do Estado

Em: POLÍTICA
Gervázio volta a mostrar a força da candidatura de João Azêvedo ao Governo do Estado

Gervázio volta a mostrar a força da candidatura de João Azêvedo ao Governo do Estado

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado estadual Gervásio Maia (PSB), afirmou em entrevista na manhã desta terça-feira (24) que “defendo o nome de João Azevêdo porque ele vem acompanhando esse projeto muito sólido no nosso estado ao longo de todos esses anos”. Segundo Gervásio, todas as ações de Ricardo Coutinho à frente do governo foram acompanhadas de perto por uma equipe conduzida por João Azevêdo.
 
Em relação às eleições de 2014, quando a candidatura de João Azevêdo foi colocada e depois retirada, Gervásio ressalta que “cada eleição tem um contexto, cada eleição tem uma história”. Ele ainda acalma os ânimos e recorda que “os votos da eleição de 2014 não estão valendo para 2018”.
 
“O recuo da candidatura de João naquela época foi exatamente para garantir o funcionamento dessa forte engrenagem da gestão do governador Ricardo Coutinho”, afirmou Gervásio lembrando que houve mudança de governo em Brasília e que o secretário era essencial ao funcionamento do Estado.
 
“Eu enxergo que João tem capacidade e condição de dar continuidade a esse projeto que vem em curso”, considera Gervásio, lembrando que essa é uma opinião pessoal que não passou por discussão no âmbito do partido.
 
24 . Out . 2017

Gaeco também já investigava o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio

Em: POLÍTICA
Gaeco também já investigava o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio

Gaeco também já investigava o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) divulgou, na manhã desta terça-feira (24), uma nota oficial sobre a investigação envolvendo o atual prefeito de Bayeux, Luiz Antônio Alvino, que teria sido flagrado em vídeo, negociando propina com um empresário da região. Em seu posicionamento, o Gaeco informa que já vem investigando o fato, há mais de um mês, e que os eventuais crimes cometidos pelo prefeito interino não invalidam os praticados pelo prefeito afastado, Berg Lima. Segue a nota na íntegra:
 
NOTA OFICIAL DO GAECO
 
Diante a divulgação de um vídeo em que, supostamente, o atual prefeito da cidade de Bayeux aparece tecendo comentários a respeito de fatos investigados pelo Ministério Público da Paraíba, este órgão vem a público esclarecer:
 
1 – Os fatos veiculados no vídeo divulgado hoje já são objeto de investigação há mais de um mês;
 
2 – Os fatos investigados e que tiveram como alvo o ex-prefeito da cidade, réu na ação penal proposta por este parquet, jamais tiveram qualquer relação com as supostas “negociatas” divulgadas hoje; nem tampouco as investigações do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) tiveram qualquer interferência ou apoio de agentes políticos – quaisquer que sejam eles;
 
3 – O MPPB ressalta que em crimes desta natureza, os quais envolvem pessoas empoderadas, pertencentes a grupos políticos, é recorrente a adoção de teses criativas, que transbordam o ambiente jurídico e buscam tão somente desvirtuar a verdade e encontrar mecanismos para fugir do alcance da Justiça, eis os exemplos das defesas dos investigados na Operação Lava Jato e outras operações contra a corrupção realizadas no Brasil;
 
4 – O que inegavelmente aflora, com a divulgação do vídeo hoje, é uma guerra política em correntes adversárias tendo em perspectiva as eleições de 2018. Neste particular, o MPPB reafirma sua serenidade em digerir adequadamente os fatos, de forma a inexistir qualquer confusão entre os universos jurídico e político, pela completa impossibilidade de convivência. Dito de outra forma: o MPPB não tem qualquer interesse em fomentar ou interferir na “guerra política” travada no município, mas tão somente apurar os fatos criminosos que, porventura, os agentes tenham praticado, quaisquer que sejam eles;
 
5 – É preciso ressaltar que eventuais delitos cometidos pelo atual prefeito não impactam os crimes praticados pelo prefeito afastado. As teses jurídicas serão esgrimidas em ambiente próprio;
 
6 – Por fim, o MPPB reafirma o seu compromisso de continuar sua missão como fiel guardião da lei e fiscal da aplicação correta do dinheiro público, nos 223 municípios da Paraíba, agindo sempre com base em dados técnicos e fatos verossímeis, sem qualquer interferência política ou de outra ordem.
 
24 . Out . 2017

Advogado de Luiz Antônio diz que há distinção entre os vídeos de Berg lima e seu cliente

Em: POLÍTICA
Advogado de Luiz Antônio diz que há distinção entre os vídeos de Berg lima e seu cliente

Advogado de Luiz Antônio diz que há distinção entre os vídeos de Berg lima e seu cliente

Após uma reunião de emergência, nesta terça-feira (23), em João Pessoa, advogados do prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio, do PSDB, definiram o nome do advogado Fábio Andrade como o responsável por assumir a defesa do gestor no caso em que ele aparece num vídeo, antes de assumir, pedindo dinheiro a um empresário de Santa Rita para potencializar os efeitos de um flagrante contra o prefeito Berg Lima.
 
A tese, conforme o advogado adiantou, será fazer uma distinção entre os vídeos de Berg e de Luiz.
 
A defesa vai tentar mostrar as diferenças para potencializar as imagens em que Berg aparece recebendo dinheiro vivo e minimizar o que Luiz Antônio aparece 'conversando' com um empresário.
 
“Antes de tudo, a defesa vai fazer uma diferenciação de um vídeo e outro. São situações completamente distintas”, disse ao Blog do Heron Cid, ressaltando que aceitou o convite para defender o interino.
 
23 . Out . 2017

Maranhão se encontra com Hervázio, no fim de semana, mas não revela o que foi conversado

Em: POLÍTICA
Maranhão se encontra com Hervázio, no fim de semana, mas não revela o que foi conversado

Maranhão se encontra com Hervázio, no fim de semana, mas não revela o que foi conversado

O presidente estadual do PMDB da Paraíba, José Maranhão, confirmou nesta segunda-feira (23), que conversou neste fim de semana com o líder do governador Ricardo Coutinho (PSB), deputado Hervázio Bezerra (PSB).
 
O senador afirmou que os dois conversaram cobre política, mas se negou a revelar o teor da conversa. Maranhão falou que, além de ter parentesco com Hervázio, eles conversaram sobre política.
 
“Eu conversei com ele sobre assuntos gerais e sobre política. Quando dois políticos se encontram, conversem sobre política; é claro que não sou obrigado de falar o que de fato conversamos”, disse. 
 
23 . Out . 2017

PEC do senador Lira pode incrementar FPM dos municípios

Em: POLÍTICA
PEC do senador Lira pode incrementar FPM dos municípios

PEC do senador Lira pode incrementar FPM dos municípios

Já conta com a assinatura de 60 senadores o Projeto de Emenda Constitucional 29/2017, de autoria do senador paraibano, Raimundo Lira (PMDB) que prevê um plus no Fundo de Participação dos Municípios do mês de setembro de cada ano.
 
Atualmente os prefeitos são beneficiados com o acréscimo de 1% no FPM do mês de dezembro e também do mês de junho. Com a proposta, esse valor poderá ser injetado também no mês de setembro, já a partir de 2018.
 
Lira explicou a proposta e ressaltou que a medida veio depois de ouvir os apelos de prefeitos.
 
“Eu entendo que as populações moram nos municípios, portanto são eles que precisam ser ajudados juntos às administrações municipais. Eu apresentei a PEC 29/2017 e já colhi a assinatura de mais de 60 senadores e ela prevê e determina mais 1% no Fundo de Participação dos municípios no mês de setembro, a exemplo do que já existe em dezembro e junho e nós já recebemos a informação dos prefeitos que o mês de setembro é um município de baixa arrecadação, por isso os municípios sofrem muitos neste mês e alguns sequer tem conseguido pagar a folha de pagamento, portanto vamos fazer um esforço grande para que essa PEC seja aprovada esse ano para passar a vigorar a partir de 2018”, contou.
 
PB Agora
 
 
 
 
 

 

23 . Out . 2017

Depois de ver Cartaxo atrair deputada, Romero nomeia filiada do PP e faz as pazes com Daniela

Em: POLÍTICA
Depois de ver Cartaxo atrair deputada, Romero nomeia filiada do PP e faz as pazes com Daniela

Depois de ver Cartaxo atrair deputada, Romero nomeia filiada do PP e faz as pazes com Daniela

Fim do impasse. O prefeito Romero Rodrigues (PSDB), nomeou a nova secretária de Desenvolvimento Econômico do município. Atendendo indicação do Partido Progressista, Romero , Rosália Lucas para o cargo.

A Prefeitura Municipal de Campina Grande publicou neste final de semana, no Semanário Oficial, a nomeação da nova secretária.

O ex-titular da pasta, Luiz Alberto Leite, passa a compor a Secretaria Adjunta de Cultura, com nomeação retroativa a 16 de outubro.

23 . Out . 2017

Depois de ver Cartaxo atrair deputada, Romero nomeia filiada do PP e faz as pazes com Daniela

Em: POLÍTICA

Depois de ver Cartaxo atrair deputada, Romero nomeia filiada do PP e faz as pazes com Daniela

Fim do impasse. O prefeito Romero Rodrigues (PSDB), nomeou a nova secretária de Desenvolvimento Econômico do município. Atendendo indicação do Partido Progressista, Romero , Rosália Lucas para o cargo.

A Prefeitura Municipal de Campina Grande publicou neste final de semana, no Semanário Oficial, a nomeação da nova secretária.

O ex-titular da pasta, Luiz Alberto Leite, passa a compor a Secretaria Adjunta de Cultura, com nomeação retroativa a 16 de outubro.

20 . Out . 2017

Após votar pela absolvição, Lira recebe prêmio de site em Brasília. "Tem que ter é a aprovação do povo"

Em: POLÍTICA
Após votar pela absolvição, Lira recebe prêmio de site em Brasília.

Após votar pela absolvição, Lira recebe prêmio de site em Brasília. "Tem que ter é a aprovação do povo"

O senador Raimundo Lira (PMDB) foi o único da Paraíba a receber o prêmio como um dos melhores parlamentares do ano do Congresso em Foco. A premiação aconteceu na noite desta quinta-feira (19).
 
“Muita alegria e muita satisfação estar entre os cinco melhores senadores do Brasil. Ofereço este prêmio aos quase quatro milhões de paraibanos”, disse Lira após receber o prêmio.
 
Por força do regulamento, o júri examinou critérios como a assiduidade em sessões deliberativas, a participação nos debates do Parlamento, o desempenho na apresentação de propostas legislativas, a capacidade de articulação política e os compromissos contra a corrupção e o desperdício de recursos públicos e na defesa da democracia e do desenvolvimento sustentável.
 
Após votar pela absolvição de Aécio Neves, Lira foi agraciado por um site em Brasília, resta saber, agora, se pelo povo também. Pelo visto, não. 
 
 
 
 
20 . Out . 2017

Deputado estadual diz que o problema de Cartaxo não é transparência e sim incompetência

Em: POLÍTICA
Deputado estadual diz que o problema de Cartaxo não é transparência e sim incompetência

Deputado estadual diz que o problema de Cartaxo não é transparência e sim incompetência

O problema do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) não é só a falta de transparência, mas também de competência, de acordo com o deputado estadual Aníbal Marcolino (PSD). Para o parlamentar a queda de 11 posições no ranking de transparência, mostra que o que Cartaxo diz não se escreve.
 
“Mostra que o que o prefeito diz não se escreve. O que falta nele não é só transparência, que já foi provado que não tem, João Pessoa estava na terceira posição, caiu para a décima quarta. Falta para o prefeito competência, ele não consegue administrar a cidade”, declarou.
 
Aníbal também afirmou que Cartaxo mente, pois declarou que não iria ser pré-candidato ao governo, porém já faz pré-campanha. De acordo com o parlamentar, Cartaxo abandona João Pessoa e os problemas que sua gestão está passando, para divulgar na Paraíba um modelo de gestão que não deve ser seguido.
 
“Os problemas que se encontram na Saúde, Infraestrutura, na Mobilidade Urbana e ele abandona a cidade, para mentir para a população, mostrando um modelo novo de se governar, um modelo que não deve ser copiado. Agora está explicado o medo dele de realizar a audiência pública da sobre a Lagoa, A CGU mostrou que João Pessoa não tem transparência alguma”, criticou.
 
O ranking
 
De terceiro para décimo quarto na Transparência Pública. A Prefeitura de João Pessoa despencou 11 posições no ranking da terceira edição do “Escala Brasil Transparente”, elaborado pela Controladoria-Geral da União (CGU).
 
Na segunda edição, a Prefeitura de João Pessoa ocupava a 3ª colocação no ranking das capitais, deixando para trás Recife, São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis. Já nesta terceira edição, avaliada no período entre julho de 2016 a janeiro deste ano, a gestão de Luciano Cartaxo, no quesito transparência, perde para capitais que sequer figuravam entre as 10 melhores no ano anterior, como é o caso de Maceió, que saiu de 23ª para 6ª colocação.
 
Terceira edição da Escala Brasil Transparente
 
Queda na Transparência: Problema de Cartaxo é falta de competência, diz deputado
 
Segunda edição da Escala Brasil Transparente
 
Queda na Transparência: Problema de Cartaxo é falta de competência, diz deputado
 
A justificativa para a queda vertiginosa da gestão Cartaxo na Transparência foi o não cumprimento dos prazos para entrega de informações à CGU. Na avaliação, o órgão recomenda que a Prefeitura de João Pessoa estabeleça “mecanismos e procedimentos que auxiliem a área responsável a atender aos prazos definidos na Lei de Acesso à Informação”.
 
Atualmente, o secretário de Transparência Pública de João Pessoa é o ex-vereador Bira Pereira.
 
Com Paraíba já
20 . Out . 2017

Eleições 2018: Cartaxo e Romero travam 'Guerra Fria' pela preferência de Cássio

Em: POLÍTICA
Eleições 2018: Cartaxo e Romero travam 'Guerra Fria' pela preferência de Cássio

Eleições 2018: Cartaxo e Romero travam 'Guerra Fria' pela preferência de Cássio

As oposições na Paraíba tentam, mas não conseguem esconder o racha dentro do grupo. Depois do PMDB, que, além de estar dividido, já ter anunciado candidatura própria, em 2018, agora é o PSD, do prefeito Luciano Cartaxo que trabalha para dar uma rasteira nas pretensões do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB).
 
A estratégia já foi colocada em ação e passa pelo PP, da família Ribeiro.
 
Segundo uma fonte, ligada à prefeitura da Capital, o recente impasse gerado entre a deputada Daniella Ribeiro (PP) e a gestão Romero (PSDB), por conta de cargos, foi uma articulação do Paço Municipal, em João Pessoa. O prefeito Cartaxo teria oferecido uma secretaria ao PP a fim de que o grupo Ribeiro desprezasse o espaço ofertado pelo prefeito Romero, na gestão em Campina Grande.
 
Seria também uma espécie de troco, dado por Cartaxo, a Romero, para rebater a articulação que levou Eliza Virgínia à Assembleia e acabou forçando a ida de Marmuthe Cavalcanti para Câmara de João Pessoa. Além disso, o objetivo de Cartaxo é gerar em Romero uma sensação de instabilidade para que ele permaneça no cargo até o final de seu mandato, em 2020 e deixe o espaço livre para a formação da aliança PSD/PSDB.
 
A pretensão do prefeito de João Pessoa é ganhar o apoio dos Cunha Lima, sem Romero, e continuar aliado ao PP.
 
Cartaxo disputaria a cabeça da chapa, como candidato a governador, teria o filho de Cássio, o jovem deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) como vice, e Aguinaldo Ribeiro seria alçado como candidato ao Senado Federal.
 
Cássio, por sua vez, diz que estaria disposto a sair de cena e ficar fora da disputa de 2018, tanto para prestigiar o filho, quanto para minimizar a jogada contra Romero, numa espécie de consolo de que é melhor ‘um pássaro na mão do que dois voando’.
 
O senador, todavia, estaria utilizando a tese do desapego, como estratégia, justamente para forçar os outros (leia-se Romero) a também desapegar. Mas, nos bastidores, especula-se que Cássio pode, até mesmo, dá um passo para trás e disputar um mandato de deputado federal, e assim abrir espaços na chapa majoritária.
 
 
CHAPA EM FORMAÇÃO 
 
GOVERNADOR: Luciano Cartaxo (PSD) 
 
VICE GOVERNADOR: Pedro Cunha Lima 
 
SENADOR: Aguinaldo Ribeiro 
 
SUPLÊNCIA I: em aberto (para negociar) 
 
SUPLÊNCIA II: em aberto (para negociar) 
 
SENADOR: em aberto 
 
SUPLÊNCIA I: em aberto (para negociar) 
 
SUPLÊNCIA II: em aberto (para negociar) 
 
Com informações do PB Agora