PMJP
16 . Nov . 2017

Presidente da CMJP diz que PSDB não devia ocupar cargos no Governo Temer

Em: POLÍTICA
Presidente da CMJP diz que PSDB não devia ocupar cargos no Governo Temer

Presidente da CMJP diz que PSDB não devia ocupar cargos no Governo Temer

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Marcos Vinícius, do PSDB, achou correta a decisão do ex-ministro Bruno Araújo, do PSDB, em pedir exoneração do cargo. Para o tucano, o PSDB não deveria sequer ter ocupado ministérios. Para ele, a participação do partido deveria e deve se dar apenas para contribuir com o país, votando as reformas necessárias em prol do cidadão, sem ocupar cargos.
 
“Eu acho que o PSDB não deveria ter ocupado nenhum ministério do Governo Temer, já dizia isso lá atrás e termina se firmando nisso agora. O PSDB deveria dar sua contribuição ao Governo, ao país, fazer suas reformas necessárias, participar de forma que pudesse contribuir com cidadão sem ocupar espaços no Governo. Espero que daqui para frente o PSDB contribui votando naquilo que é bom para o país”, disse. Com informações do PB Agora.
 
16 . Nov . 2017

Dizendo uma coisa e fazendo outra, Romero anuncia cortes de salários mesmo com gastos desnecessários exorbitantes como R$ 700 mil em flores

Em: POLÍTICA
Dizendo uma coisa e fazendo outra, Romero anuncia cortes de salários mesmo com gastos desnecessários exorbitantes como R$ 700 mil em flores

Dizendo uma coisa e fazendo outra, Romero anuncia cortes de salários mesmo com gastos desnecessários exorbitantes como R$ 700 mil em flores

Através de decreto, assinado na tarde desta terça-feira, 14, o prefeito Romero Rodrigues lançou mais um pacote anticrise no âmbito do Município, com impacto notadamente na máquina administrativa. “Mais uma vez, optamos por cortar na própria carne e deixar claro que, diante dos cenários adversos, não nos furtaremos de tomar as medidas necessárias para atravessarmos uma crise que tem impactado diretamente as receitas municipais”, justificou Romero, ao anunciar cortes nas despesas a partir do próprio salário, no do vice-prefeito Enivaldo Ribeiro e da equipe de auxiliares.
 
 
De acordo com o decreto, que terá uma vigência de 180 dias, a partir deste mês de novembro, o salário do prefeito sofrerá uma redução de 20%; o do vice-prefeito terá uma redução de 10% e de quem percebe gratificação, a partir de R$ 2, mil também 10%, no âmbito das administrações direta e indireta da Prefeitura. O pacote estabelece ainda um maior controle nos gastos de custeio da máquina, a exemplo de diárias, horas extras, telefone, água, energia e outros.
 
Com uma queda vertiginosa da receita nos últimos meses, Romero Rodrigues decidiu lançar mão do decreto para justamente evitar o que, para ele, seria uma tragédia social de grandes dimensões: demissões em massa no âmbito da Prefeitura. “Já passamos por momentos de dificuldades antes e só conseguimos atravessar o ´deserto´, sem sacrificar os empregos das pessoas, graças à solidariedade de cada um, do prefeito e integrantes diretos da equipe de auxiliares.
 
Para se ter uma ideia, de acordo com o secretário de Finanças e Receita do Município, Joab Pacheco, o repasse da última cota do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) teve uma redução de nada menos que 50% do esperado – ficando bem abaixo do que foi transferido no mesmo período em 2015.
 
Precedente em 2015
 
Aliás, em 2015, o prefeito campinense lançou um pacote similar, quando a crise econômico-financeira já começava a ganhar contornos mais dramáticos. Na época, Romero Rodrigues assinou um decreto reduzindo em 40% o próprio salário e do então vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho, que prontamente se mostrou solidário às medidas. Mais uma vez, os principais aspectos ou consequências da crise econômica nacional, como a queda de receitas, perda de capacidade de consumo da população com a diminuição da massa salarial e outros efeitos impuseram iniciativas amargas.
 
Conforme revelou o prefeito, as obras em execução no município não serão afetadas, pois a meta é enfrentar a crise, mas sem penalizar com perda de qualidade os serviços prestados à comunidade. Por isso, os cortes não atingem as subvenções sociais e os serviços essenciais mantidos pela administração.
 
16 . Nov . 2017

Prefeitura de João Pessoa pode perder os R$ 6 mi destinados a recuperação da barreira do Cabo Branco

Em: POLÍTICA
Prefeitura de João Pessoa pode perder os R$ 6 mi destinados a recuperação da barreira do Cabo Branco

Prefeitura de João Pessoa pode perder os R$ 6 mi destinados a recuperação da barreira do Cabo Branco

O prazo dado pelo Ministério do Turismo para que as obras de intervenção na Barreira do Cabo Branco fossem iniciadas pela Prefeitura de João Pessoa está perto de acabar, segundo alertou o deputado federal Wilson Filho (PTB). “O que a gente quer é que a obra comece”, ressaltou o deputado lembrando como foi difícil conseguir garantir o recurso. “É um dinheiro tão difícil como em uma época como essa”, destacou.
 
No final de 2010, foram destinados recursos na ordem de R$ 6 milhões através do Ministério do Turismo para a realização das obras. No entanto, sete anos após a liberação do dinheiro, a ordem de serviço para iniciar a obra ainda não foi dada.
 
O Ministério do Turismo estabelece prazos para a execução de obras e poderá eliminar o convênio até o fim do ano, caso não haja andamento nas obras de contenção da erosão da Barreira do Cabo Branco. “Se passam sete anos e a obra não é iniciada, e porque aquilo que foi vendido lá atrás como urgente, não é verdade”, ressalta Wilson Filho.
 
Wilson Filho ainda destacou que a Prefeitura de João Pessoa diz que iniciou a execução da obra com o próprio projeto, o que é contestado pelo parlamentar, já que “o dinheiro não foi para o projeto, o dinheiro foi para começar a obra”.
 
“Não foi gasto nenhum centavo para o projeto”, garante Wilson Filho, que pede mais celeridade à execução das obras. O deputado ainda destaca que o fato de João Pessoa não ter perdido o recurso aconteceu porque a questão foi levada para a esfera jurídica. Porém, “todos se comprometeram a dar a ordem de serviço e aí não foi dada a ordem de serviço até agora”, lamentou Wilson Filho.
 
16 . Nov . 2017

Depois de confirmar que irá processar Aluísio Régis, prefeita Márcia Lucena recebe solidariedade de vereadores e do PSB Mulher

Em: POLÍTICA
Depois de confirmar que irá processar Aluísio Régis, prefeita Márcia Lucena recebe solidariedade de vereadores e do PSB Mulher

Depois de confirmar que irá processar Aluísio Régis, prefeita Márcia Lucena recebe solidariedade de vereadores e do PSB Mulher

A Secretaria Estadual de Mulheres do PSB paraibano divulgou, na manhã desta quinta-feira (16), uma nota de repúdio contra os ataques do ex-prefeito de Conde, Aluísio Régis, à honra da atual gestora do município, Márcia Lucena (PSB).
 
Na nota, o segmento feminino do PSB ataca as posturas machistas do ex-prefeito, que foi derrotado por Márcia nas eleições de 2016.
 
“O machismo é filhote do autoritarismo e do fascismo, atualmente tão em voga, e a desqualificação e o desrespeito a uma mulher se expressam através de ataques e agressões machistas, mas a macheza deste senhor não tem mais efeito sobre a sociedade. Ele (Aluísio Régis) precisa entender que ele “passou”, ele faz parte de um passado que não mais reinará sobre o Conde”, diz trecho da nota, assinada pela secretária estadual de Mulheres do PSB, Valquíria Alencar,
 
Entenda o caso
 
No último dia 10, Aluísio Régis concedeu entrevista a uma emissora de local, na qual atacou duramente Márcia Lucena, chegando a chamá-la de vagabunda. Os ataques do ex-prefeito causaram indignação na cidade e repercutiram na imprensa paraibana.
 
Leia abaixo na íntegra a nota divulgada pelo PSB Mulher.
 
SECRETARIA ESTADUAL DE MULHERES DO PSB
 
NOTA DE REPÚDIO
 
A Secretaria Estadual de Mulheres do PSB vem a público repudiar a atitude inconsequente e irresponsável do senhor Aluísio Régis, ex-prefeito da cidade de Conde, em programa de rádio, em que destrata verbalmente a atual prefeita deste município, professora Márcia Lucena, com palavras desabonadoras e até de baixo calão, sem nenhum respeito à prefeita eleita democraticamente e nem ao povo do Conde, que a elegeu.
 
Este senhor tem uma longa história de tirania e de ódio para todo aquele ou aquela que “mexe” com o seu establishment político-ideológico, como assim faz Márcia Lucena, corroendo as bases do seu autoritarismo, da velha política, da violência, atuando com vistas à libertação do povo de toda tirania e se liberte do jugo da escravidão eleitoral capitaneada pelo Sr. Aluísio Régis.
 
Mas, diz o ditado popular, “tudo tem o seu dia” e o dia da dominação chegou ao seu final com a eleição de Márcia Lucena, gestora que caminha pelas trilhas contrárias às de Aluísio Régis, a sua gestão tem a presença do povo nas decisões do município, o trabalho para todos, sem discriminação e sem privilégios e a marca das mãos e mente femininas de Márcia Lucena, na sua forma socialista de governar, plantando mudanças e colhendo avanços.   
 
O machismo é filhote do autoritarismo e do fascismo, atualmente tão em voga, e a desqualificação e o desrespeito a uma mulher se expressam através de ataques e agressões machistas, mas a macheza deste senhor não tem mais efeito sobre a sociedade. Ele precisa entender que ele “passou”, ele faz parte de um passado que não mais reinará sobre o Conde. Márcia Lucena merece respeito!
 
João Pessoa, 16 de novembro de 2017
 
Valquíria Alencar de Sousa – Secretária Estadual de Mulheres do PSB
 
14 . Nov . 2017

agentes fiscais adiam paralisação em apelo feito pelo prefeito

Em: POLÍTICA
agentes fiscais adiam paralisação em apelo feito pelo prefeito

agentes fiscais adiam paralisação em apelo feito pelo prefeito

Os agentes fiscais do municipio de João Pessoa decidiram suspender a paralisação das atividades, iniciada na manhã desta terça-feira, 24, em protesto contra a falta de diálogo por parte da administração  municipal.
 
Após uma reunião com os secretarios Hildevânio Macedo, Zennedy Bezerra e Roberto Wagner, representantes do prefeito Luciano Cartaxo,  o comando de greve decidiu acatar a proposta de aguardar uma resposta da prefeitura  às reivindicações da categoria até o dia 22 de novembro.
 
Caso a resposta não atenda aos anseios dos auditores fiscais do municipio, uma nova assembleia geral será realizada na segunda-feira, dia 27, para decidir os rumos que a categoria deve seguir, aonde uma greve geral não está descartada.
 
14 . Nov . 2017

TV Tambaú lança programa Tambaú Imóveis

Em: POLÍTICA
TV Tambaú lança programa Tambaú Imóveis

TV Tambaú lança programa Tambaú Imóveis

A grade de programação da TV Tambaú/SBT, que está totalmente renovada, ganha mais uma atração. Trata-se do Tambaú Imóveis, cujo foco será o mercado imobiliário. A estreia está marcada para o dia 2 de dezembro e o programa vai ao ar das 9h30 às 10h.
 
Rômulo Soares, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-PB), será o apresentador da atração. O programa terá entrevistas em estúdios, links ao vivo em shows rooms da capital, coberturas de feirões além de esclarecer as dúvidas dos telespectadores quanto ao Direito e Mercado Imobiliário.
 
Na manhã de ontem, os representantes do Creci-PB e do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci) participaram de uma reunião na Rede Tambaú de Comunicação (RTC) para finalizar os detalhes da estreia.
 
“É um momento importante para a Rede Tambaú de Comunicação estar junto a um setor dinâmico, setor que emprega e movimenta a economia de forma muito contundente. É um casamento, uma aliança perfeita entre a rede e os conselhos”, destacou o superintendente da RTC, André Vajas.
 
João Teodoro, presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), avaliou positivamente o lançamento do programa e disse que a atração vai aproximar o público dos órgãos.
 
“Na verdade, o fundamento desse estreitamento é exatamente a comunicação do sistema com o público, por que temos um trabalho muito forte de organização profissional, um trabalho de preparação dos profissionais corretores de imóveis para atender com dinamismo, competência, com o carinho que o mercado merece ao próprio público consumidor do mercado imobiliário. Entretanto, temos pouca comunicação direta com o público então nesse momento nós estamos consolidando isso”, ressaltou. O Tambaú Imóveis estreia no dia 2 de dezembro às 9h30 na TV Tambaú/SBT.
 
14 . Nov . 2017

Veneziano elogia ação de Ricardo, com assinatura da ordem de serviço para construção da Translitoranea

Em: POLÍTICA
Veneziano elogia ação de Ricardo, com assinatura da ordem de serviço para construção da Translitoranea

Veneziano elogia ação de Ricardo, com assinatura da ordem de serviço para construção da Translitoranea

Coerente com a sua forma de fazer política, o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, diferentemente do seu partido, está mais ativo e presente nas ações para o desenvolvimento da Paraíba do que seu partido o PMDB. Nesta terça-feira (14), o parlamentar federal esteve ao lado do governador Ricardo Coutinho (PSB) durante a assinatura da Ordem de Serviço para a construção da maior obra hídrica do Estado, a Transparaíba.
 
Na oportunidade ao fazer uso da sua fala, Veneziano enalteceu a forma como Ricardo vem administrando o Governo da Paraíba e lembrou que os servidores estaduais podem ficar tranquilos com a garantia do pagamento em dia dos seus salários e 13º, lembrando que há cerca de 10 anos na gestão do ex-governador Cássio, esses mesmo servidores tiveram que contrair empréstimo para recebem o 13º..
 
“Então governador Ricardo Coutinho os meus cumprimentos, não é a toa que nós estamos vendo que nesta semana mesmo eu observava em um periódico jornalístico nacional, sete ou oito estados, que cobram dos servidores para que eles tomem dinheiro emprestado para receber o 13º; eu até me lembrei que aqui na Paraíba não muito recente há 10 ou 12 anos, o servidor estadual teve que tomar dinheiro emprestado para receber o que é seu, e o pior, o Governo condicionava no nome do servidor e não no Governo do Estado”, disparou o peemedebista.
 
O deputado destacou que aqui na Paraíba os servidores não serão obrigados a passar por tal situação: “E a Paraíba não precisará passar por esse vexame ou impor esse vexame aos seus servidores. Mas para isso é preciso ter pulso. Para isso é preciso muitas das vezes é preciso ter a negativa do Governo, porque isso não acontece por acaso e é o que nós estamos vendo”, ressaltou Veneziano destacando a gestão de Ricardo Coutinho.
 
14 . Nov . 2017

Funcionários do Creci-PB ganham uniforme corporativo

Em: POLÍTICA
Funcionários do Creci-PB ganham uniforme corporativo

Funcionários do Creci-PB ganham uniforme corporativo

O ambiente profissional no Creci-PB foi padronizado, com a adoção de uniforme corporativo para os servidores. Além de proporcionar praticidade, conforto, economia e autoestima, a iniciativa trouxe a melhor das impressões do público externo em relação à imagem do Órgão, ao inspirar credibilidade e facilitar a comunicação e identificação.
 
Mais do que um cartão de visitas, o uniforme representa um diferencial na forma de comunicação com o público atendido pelo Conselho, através da identificação profissional de cada um dos funcionários. A iniciativa faz parte de uma série de ações desenvolvidas pela atual gestão, voltadas ao respeito e valorização do corpo administrativo.
 
Valorização
Dentre elas, constam o calendário anual de pagamento dos funcionários, que ocorre sempre no último dia útil do mês trabalhado, mediante crédito em conta no Banco do Brasil e a recente implantação de Plano de Cargos e Salários, que garante novos horizontes funcionais através de princípios como meritocracia.
 
“Também asseguramos vantagens indiretas, a exemplo de vales transporte e alimentação, além de assistências médica-hospitalar e odontológica extensivas aos seus familiares, decorrente de planos de saúde coletivos contratado pelo Creci-PB”, afirmou o presidente em exercício Garibaldi Porto.
 
14 . Nov . 2017

Suspensão da LOA: Renato Gadelha propõe uma audiência pública para consenso

Em: POLÍTICA
Suspensão da LOA: Renato Gadelha propõe uma audiência pública para consenso

Suspensão da LOA: Renato Gadelha propõe uma audiência pública para consenso

O deputado estadual, Renato Gadelha (PSC), em entrevista, nesta terça-feira (14), defendeu a realização de uma audiência pública, com todos os setores envolvidos, para que se possa chegar a um consenso, entre os poderes, em relação a Lei Orçamentária Anual (LOA).
 
Para o parlamentar a LOA não pode ficar engavetada, até que uma decisão judicial libere sua tramitação. Renato ainda explicou que, em seu entendimento, o poder judiciário não pode interferir no parecer da LOA, pois isso compete a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).
 
“Vamos convocar uma audiência pública, para ver quem tem razão, se os valores que o Sindifisco projeta, ou se são os do Governo do Estado, para que a LOA não possa ficar trancada até a decisão judicial. Precisamos chegar a um consenso, bom senso e a transparência dos valores projetados. Nós entendemos que jamais o judiciário poderá dar um parecer favorável ou dizer se a LOA deva ser aprovada ou não, isso é da competência da Assembleia Legislativa”, explicou.
 
14 . Nov . 2017

Procuradora da República emite parecer favorável a manutenção da suspensão da LOA

Em: POLÍTICA
Procuradora da República emite parecer favorável a manutenção da suspensão da LOA

Procuradora da República emite parecer favorável a manutenção da suspensão da LOA

A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, emitiu parecer favorável para manter suspensa a tramitação da Lei Orçamentária Anual (LOA) referente ao exercício de 2018 do Governo do Estado. O recurso do governador Ricardo Coutinho aguarda decisão da ministra Cármen Lúcia, que é a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e relatora da matéria.
 
A interrupção da tramitação da LOA na Assembleia Legislativa foi decidida pelo desembargador Fred Coutinho que suspendeu liminarmente a peça a pedido da Associação dos Magistrados da Paraíba, que questiona a queda no repasse do duodécimo do Poder Judiciário. Ele também concedeu medida liminar em favor da Defensoria Pública com o mesmo objetivo.
 
“É de notar que eventual deferimento do presente pedido de suspensão pode ocasionar perigo às finanças e projeções orçamentárias do Poder Judiciário estadual, o que fatalmente prejudicará o exercício de seu mister de entrega da prestação jurisdicional, podendo, de outro lado, afrontar a garantia constitucional de acesso à Justiça. Patente, destarte, o perigo de dano inverso. Assim, opino pelo indeferimento do pedido de suspensão”, considera Raquel Dodge em seu parecer.