PMJP
20 . Nov . 2017

Ricardo descarta candidatura única e explica "não posso destruir a gestão para agradar"

Em: POLÍTICA
Ricardo descarta candidatura única e explica

Ricardo descarta candidatura única e explica "não posso destruir a gestão para agradar"

A proposta de uma única candidatura ao Governo do Estado nas eleições de 2018, agregando as forças da situação e oposição, não agradou o socialista Ricardo Coutinho (PSB) que não enxerga a viabilidade de reunir tantos pensamentos divergentes em um só projeto para a Paraíba. Na avaliação do gestor, o estado da Paraíba está num bom caminho porque teve gestão: “Não posso destruir a gestão para agradar”, afirmou.
 
Para o governador, a proposta é inviável. “Se eu tivesse interesse só num cargo para mim, eu diria: excelente; como alguns fazem. Evidentemente isso não tem o menor sentido. A Paraíba avança quando consegue diferenciar os pensamento e as ações. Eu não trairia a Paraíba dessa forma”, disse o gestor durante a entrega, nesta segunda-feira (20), do Residencial Vista Bela I no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Para o socialista, no caso da Paraíba, é salutar a diferenciação de posturas e projetos.
 
Ainda na solenidade, Ricardo ponderou que as possibilidades de alianças são mantidas ‘desde que se tenha um caminho’. “Faço todas as alianças possíveis, necessárias e que são boas, mas observe se o que eu digo há dez anos, não é o mesmo que eu digo hoje. Eles dançam de acordo com a música. Enganam o povo. Comigo eu sou o que sou, com minhas falhas e acertos. Não se pode transformar a política num arranjo das elites”, justificou. O governador salientou que está à frente de um projeto e ‘projeto será representado por outro companheiro nas próximas eleições’: “Ele se chama João Azevedo. Nós temos um bloco e quem quiser somar nele”.
 
Habitação – O residencial entregue recebeu investimentos de aproximadamente R$ 6 milhões, em parceria com o Governo Federal, e possui 64 apartamentos destinados aos trabalhadores do comércio. Todos os apartamentos são adaptáveis para pessoas com deficiência e idosos. O governador Ricardo Coutinho comentou sobre a obra e criticou a gestão de João Pessoa, por não conseguir, segundo ele, realizações do tipo. “Com um orçamento de R$ 2,5 bilhões será a Prefeitura não conseguiria tirar R$ 30 milhões para tirar o restinho de casas de taipa que talvez ainda tenham?”, indagou.
 
O socialista lembrou que, em 2009, a Capital não tinha acampamentos sem-teto. “Nós tiramos 17 e voltaram por omissão e ineficiência. O Estado não tem elasticidade para isso porque nosso orçamento de R$ 9 bilhões para tudo. Meu convite é que a Prefeitura de João Pessoa faça isso, porque a pior coisa é o despejo. Um município com uma receita dessa poderia assumir esse papel social”.
20 . Nov . 2017

Procurador nega pedido da Prefeitura de João Pessoa para revelar nome que fez delação premiada contra Lucélio e Luciano

Em: POLÍTICA
Procurador nega pedido da Prefeitura de João Pessoa para revelar nome que fez delação premiada contra Lucélio e Luciano

Procurador nega pedido da Prefeitura de João Pessoa para revelar nome que fez delação premiada contra Lucélio e Luciano

O procurador da República Yordan Moreira Delgado, responsável pelo inquérito civil no Ministério Público Federal, que investiga irregularidades na obra de revitalização do Parque Solon de Lucena, a Lagoa, indeferiu o pedido da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) para revelar o nome da pessoa que realizou denúncia contra o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) e seu irmão, o presidente do PSD de João Pessoa Lucélio Cartaxo. Além do indeferimento, foi instaurado um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para averiguar se houve crime tanto por parte do denunciante quantos dos denunciados, que transcorrerá sob sigilo.
 
A denúncia apontava que Lucélio teria comprado dois apartamentos no bairro Altiplano com valores desviados da obra da Lagoa. A denúncia foi anexada aos autos do inquérito civil e, no momento, o procurador realiza diligências para averiguar se a acusação é verídica.
 
O Blog do Gordinho teve acesso ao despacho do procurador da República, datado em 24 de outubro deste ano, que além de indeferir o pedido da Prefeitura de João Pessoa, também põe em sigilo as diligências relativas a esta denúncia neste inquérito civil, que afora este trecho, continua público.
 
De acordo com o despacho, a Lei de Acesso a Informação garante a proteção daqueles que queiram realizar qualquer denúncia como forma de “proteção da informação sigilosa e da informação pessoal, observada a sua disponibilidade, autenticidade, integridade e eventual restrição de acesso”.
 
O documento ainda esclarece que, por mais que a fonte seja sigilosa, não o isenta de sofrer sanções penais, caso a informação apresentada pelo denunciante seja caluniosa. No pedido da Prefeitura de João Pessoa, o procurador-geral do município Adelmar Azevedo Régis alegou que era necessário a disponibilização da identidade do denunciante para que as partes citadas (a Prefeitura, Luciano e Lucélio Cartaxo) pudessem ingressar com ação penal para reparar possível crime de calúnia, difamação e fornecimento de informação falsa para autoridades.
 
A denúncia
 
A denúncia, recebida pelo procurador Yordan Delgado, aponta que recursos da obra teriam sido desviados para favorecer a reeleição de Cartaxo e a campanha para senador de Lucélio Cartaxo nas eleições majoritárias de 2014.
 
O denunciante solicitou sigilo da sua identificação na denúncia, que também cita o nome da esposa do secretário de Infraestrutura, Cássio Andrade, Luciana Torres Maroja, que trabalha na Caixa Econômica Federal. De acordo com a documentação, Luciana manipulou diretamente e indiretamente os laudos para a obra da Lagoa, facilitando os desvios de dinheiro da obra.
 
Quanto a Lucélio, irmão de Cartaxo, conforme consta na denúncia, recebeu a quantia de R$ 2 milhões. De acordo com o denunciante, Lucélio comprou dois apartamentos, no bairro do Altiplano. Cada um teriam custado R$ 1 milhão, valor não compatível com seus bens e renda.
 
   
 
20 . Nov . 2017

Maranhão confirma que PMDB terá candidatura própria ao governo do Estado e espera confirmar Lira no Senado

Em: POLÍTICA
Maranhão confirma que PMDB terá candidatura própria ao governo do Estado e espera confirmar Lira no Senado

Maranhão confirma que PMDB terá candidatura própria ao governo do Estado e espera confirmar Lira no Senado

Não é apenas a cabeça da chapa majoritária que o PMDB está de olho. Segundo o senador José Maranhão, presidente da sigla no Estado, a legenda também não irá abrir mão de lançar a candidatura do senador Raimundo Lira, à reeleição, nas eleições de 2018
 
O senador Maranhão fez questão de registar que o partido segue com sua pré-candidatura ao governo: “A candidatura está posta”.
 
O senador ainda deu um conselho aos pré-candidatos. “Quem quer ser candidato não pode dormir e, se dormir, é com um olho fechado e outro aberto. Nós estamos trabalhando em silêncio. Estamos aproveitando toda a disponibilidade de tempo para visitar as bases e dialogar com a sociedade”, frisou o senador.
 
De acordo com Maranhão, mesmo com a postulação do PMDB, a oposição segue unida.
 
“Os questionamentos a aliança da oposição são impulsionados por governistas que querem agradar ao governador Ricardo Coutinho e a seu candidato”, arrematou, ao enfatizar que o nome de João Azevêdo não assusta.
 
 
18 . Nov . 2017

Em dia de aniversários, Ricardo assina ordem de serviço em Jacumã e diz que "Conde é a joia da coroa"

Em: POLÍTICA
Em dia de aniversários, Ricardo assina ordem de serviço em Jacumã e diz que

Em dia de aniversários, Ricardo assina ordem de serviço em Jacumã e diz que "Conde é a joia da coroa"

O governador Ricardo Coutinho (PSB), assinou neste sábado (18) a Ordem de Serviço para a urbanização da Orla de Jacumã no município de Conde. Ele destacou que a cidade é o segundo parque hoteleiro da Paraíba e denunciou que a prefeita Márcia Lucena (PSB) vem sofrendo uma reação até 'violenta' (referindo-se aos ataques do ex-prefeito Aluísio Régis) por conta das mudanças que estão sendo promovidas na cidade.
 
"Conde é para a Paraíba a joia da coroa e precisamos cuidar da infraestrutura que antes não existia. Antes do nosso governo e da gestão municipal sob o comando de Márcia e agora começa a ter outra lógica de desenvolvimento", disse lembrando obras como a PB que liga a BR 101 à Jacumã, além de ruas perpendiculares ao mar e a avenida transversal da praia do Amor até Tabatinga.
 
Ricardo afirmou que a obra vai valorizar a beleza da natureza da costa do Conde e gerar um espaço de convergência social: "O Conde está mudando e toda mudança acarreta reação, as vezes até violentas, mas a prefeita tem dado outro ritmo e cabe a nós fazer mais e mais", disse, citando ainda que o Conde é o segundo parque hoteleiro da Paraíba, perdendo apenas para João Pessoa.
 
Aniversário - coincidentemente o governador e o município completam ano no mesmo dia e Ricardo destacou que este dia é muito importante para a cidade que vem passando por mudanças. Ele voltou a critica a turbulência e violência que a prefeita vem sendo vítima, mas afirmou que Márcia tem pulso firme e sabe o que quer. Ricardo ressaltou o pacote de obras no município afirmando que é o grande presente que o governo do estado dá. Com informações do Paraiba.com.br
 
18 . Nov . 2017

Com metodologia diferenciada, Prefeitura de Princesa Isabel comemoração sua emancipação com grande festa

Em: POLÍTICA
Com metodologia diferenciada, Prefeitura de Princesa Isabel comemoração sua emancipação com grande festa

Com metodologia diferenciada, Prefeitura de Princesa Isabel comemoração sua emancipação com grande festa

Para comemorar os 96 anos de emancipação política, a prefeitura de Princesa Isabel  realizou uma grande festa nos dias 16 e 17 de novembro. Com shows das bandas Amazan, Luan e Forró Estilizado, Márcia Fellipe o cantor gospel Nani Azevedo, a Praça da Estrela ficou superlotada. 
 
O prefeito Ricardo Pereira, juntamente com a equipe, elaborou uma metodologia diferenciada para a comemoração, reforçando a segurança, melhor distribuição do espaço público e priorizando o bem estar dos presentes. "Trabalhamos muito para garantir a segurança do nosso público, inclusive a proibição de materiais de vidro foi feita para evitar possíveis acidentes. O espaço foi planejado de forma que o fluxo de pessoas se tornasse mais fácil, sem as mesas e cadeiras. Os pequenos detalhes fazem uma grande diferença em um evento desse porte, como também nos mais diversos ", disse o prefeito. 
 
O evento foi iniciado com a Feira Princesa & Negócios (promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas e Sebrae), onde o prefeito Ricardo Pereira e a comitiva, juntamente ao Deputado Hervázio Bezerra, visitaram os stands e cumprimentaram o público.
17 . Nov . 2017

PPS faz encontro em Conde a anuncia mais um pré-candidato a deputado estadual

Em: POLÍTICA
PPS faz encontro em Conde a anuncia mais um pré-candidato a deputado estadual

PPS faz encontro em Conde a anuncia mais um pré-candidato a deputado estadual

O vereador Juscelino da Emater, da cidade de Conde, no litoral sul paraibano, é o décimo-oitavo nome anunciado pelo PPS para concorrer a deputado estadual nas eleições do próximo ano. Ele se reuniu hoje pela manhã com o presidente estadual do partido, Nonato Bandeira, e colocou seu nome à disposição para representar a cidade, de enorme potencial turístico, além da região, aonde faz um trabalho consistente com as comunidades rurais e os pequenos e médios produtores do campo.
 
O presidente do PPS e chefe de gabinete do Governo do Estado, Nonato Bandeira, disse que a candidatura de Juscelino faz parte da estratégia do partido em regionalizar os nomes que irão para a disputa, até mesmo antecipando-se ao voto distrital que fatalmente será implantado nas futuras eleições em todo o país.
 
“O litoral sul era uma das poucas áreas aonde nós ainda não tínhamos candidatos dentro das 23 micro-regiões do Estado, juntamente com o Vale do Paraíba e o Vale do Mamanguape, o Cariri e o Médio-Piranhas. E o nome de Juscelino também preenche o espaço de nomes novos que precisam chegar à Assembleia com uma proposta clara em defesa da agricultura e dos trabalhadores do campo”, afirmou.
 
As coligações partidárias proporcionais também já estão sendo articuladas pelo PPS, segundo revelou seu presidente. “Esta semana nos reunimos com dois partidos, um da base de apoio ao Governo e outro da oposição, que est?o querendo compor na proporcional com a gente devido ao potencial equilibrado dos nossos nomes. Vamos continuar mantendo estes diálogos, mas a prioridade até 7 de abril, prazo final para quem quer concorrer às eleições, é filiar o maior número de candidatos e só depois vamos fechar a coligação dos pequenos partidos”.
 
17 . Nov . 2017

Fisco multa empresa do filho de Cássio Cunha Lima em R$ 4 mi

Em: POLÍTICA
Fisco multa empresa do filho de Cássio Cunha Lima em R$ 4 mi

Fisco multa empresa do filho de Cássio Cunha Lima em R$ 4 mi

O filho empresário do senador Cássio Cunha Lima, Diogo, que é dono da Interblock Artefatos de Cimento Ltda., indústria estabelecida no Município de Alhandra, litoral Sul da Paraíba, e que somente da Prefeitura Municipal de Campina Grande, cidade administrada pelo primo Romero Rodrigues, já embolsou mais de R$ 10 milhões com fornecimento de pedras para calçadas, está metida em um gigantesco quiproquó, ainda em fase de apuração, mas que tem tudo para se concretizar em um escândalo fenomenal.
 
De acordo com documentos que APALAVRA teve acesso, a empresa foi autuada pelo Fisco estadual em pelo menos quatro graves infrações, totalizando multas de quase R$ 4 milhões, uma delas, no valor de R$ 800 mil, já paga sem contestação.
 
A primeira infração diz respeito a créditos presumidos indevidos.
 
Uma outra, considerada gravíssima, reporta-se a “suprimento ilegal de caixa”, termo técnico conhecido no linguajar popular como CAIXA DOIS.
 
Resultado de imagem para Interblock Artefatos de Cimento Ltda
 
A terceira autuação cuida de “nota fiscal sem registro”, ou seja: SONEGAÇÃO pura e simples de impostos, com a mercadoria transitando sem a competente NF.
 
O último enquadramento alcança a questão da diferenciação de alíquotas do ICMS, que variam de Estado para Estado.
 
Apesar da gravidade do problema, o Fisco nada divulgou, o que é praxe na repartição.
 
Em agosto passado vários portais de João Pessoa noticiaram que Diogo e sua empresa estariam sendo favorecidos em licitações na PMCG, que até então já havia pago à Interblock R$ 6.182.850,00. Essa conta, conforme apurou APALAVRA, já passa da casa dos R$ 10 milhões uma vez que vários logradouros da cidade (Açude Novo, avenida Manoel Tavares, giradouro da saída para João Pessoa, etc.) estão tendo suas calçadas trocadas por pisos intertravados adquiridos à empresa de Diogo.
 
 
 
17 . Nov . 2017

Ruy desdenha de vereador campinense vice-presidente da Câmara Municipal: "não sei que é"

Em: POLÍTICA
Ruy desdenha de vereador campinense vice-presidente da Câmara Municipal:

Ruy desdenha de vereador campinense vice-presidente da Câmara Municipal: "não sei que é"

O ex-deputado federal Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB na Paraíba, rebateu as declarações do vereador Márcio Melo (PSDC), vice-presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, e primo do prefeito Romero Rodrigues (PSDB). Ele criticou o dirigente tucano por ignorar a pré-candidatura do prefeito Romero Rodrigues (PSDB) ao Governo do Estado, em detrimento da do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), que é de outra legenda.
 
Ruy Carneiro avisou que o partido irá trabalhar fortemente para consolidar a união das oposições, para que em 2018 o Estado conheça um projeto que aponta para um futuro melhor, e não para o passado.
 
“Esse vereador eu nem conheço; conhecei a partir de hoje. Eu irei apoiar o candidato escolhido pela aliança, o candidato escolhido por todos. Nosso objetivo sempre foi esse, desde que a aliança começou aqui. Então, eu acho esse comentário completamente impertinente e sem lógica”, acrescentou o presidente tucano, citando os nomes do senador José Maranhão (PMDB) e dos prefeitos Luciano Cartaxo e Romero Rodrigues.
 
“Esta é uma aliança que já é vitoriosa. E o encontro que estamos promovendo aqui é o encontro de quem pensa à frente, de quem sabe que a Paraíba pode ser muito melhor, que tem disposição para assumir os desafios que o povo paraibano precisa e exige”, afirmou.
 
“A eleição de 2018, portanto, não será uma discussão de balanço das gestões dos últimos governos da Paraíba. O que estará em jogo nesta eleição é a vida das pessoas, não é um projeto partidário, muito menos o projeto de um grupo ou de um homem só”, concluiu o presidente do PSDB.
 
O partido está à frente de mais de 30 municípios paraibanos, a exemplo de Campina Grande, Patos e Guarabira. O conjunto de municípios representa 1,1 milhão de cidadãos paraibanos.
 
16 . Nov . 2017

Presidente da CMJP diz que PSDB não devia ocupar cargos no Governo Temer

Em: POLÍTICA
Presidente da CMJP diz que PSDB não devia ocupar cargos no Governo Temer

Presidente da CMJP diz que PSDB não devia ocupar cargos no Governo Temer

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Marcos Vinícius, do PSDB, achou correta a decisão do ex-ministro Bruno Araújo, do PSDB, em pedir exoneração do cargo. Para o tucano, o PSDB não deveria sequer ter ocupado ministérios. Para ele, a participação do partido deveria e deve se dar apenas para contribuir com o país, votando as reformas necessárias em prol do cidadão, sem ocupar cargos.
 
“Eu acho que o PSDB não deveria ter ocupado nenhum ministério do Governo Temer, já dizia isso lá atrás e termina se firmando nisso agora. O PSDB deveria dar sua contribuição ao Governo, ao país, fazer suas reformas necessárias, participar de forma que pudesse contribuir com cidadão sem ocupar espaços no Governo. Espero que daqui para frente o PSDB contribui votando naquilo que é bom para o país”, disse. Com informações do PB Agora.
 
16 . Nov . 2017

Dizendo uma coisa e fazendo outra, Romero anuncia cortes de salários mesmo com gastos desnecessários exorbitantes como R$ 700 mil em flores

Em: POLÍTICA
Dizendo uma coisa e fazendo outra, Romero anuncia cortes de salários mesmo com gastos desnecessários exorbitantes como R$ 700 mil em flores

Dizendo uma coisa e fazendo outra, Romero anuncia cortes de salários mesmo com gastos desnecessários exorbitantes como R$ 700 mil em flores

Através de decreto, assinado na tarde desta terça-feira, 14, o prefeito Romero Rodrigues lançou mais um pacote anticrise no âmbito do Município, com impacto notadamente na máquina administrativa. “Mais uma vez, optamos por cortar na própria carne e deixar claro que, diante dos cenários adversos, não nos furtaremos de tomar as medidas necessárias para atravessarmos uma crise que tem impactado diretamente as receitas municipais”, justificou Romero, ao anunciar cortes nas despesas a partir do próprio salário, no do vice-prefeito Enivaldo Ribeiro e da equipe de auxiliares.
 
 
De acordo com o decreto, que terá uma vigência de 180 dias, a partir deste mês de novembro, o salário do prefeito sofrerá uma redução de 20%; o do vice-prefeito terá uma redução de 10% e de quem percebe gratificação, a partir de R$ 2, mil também 10%, no âmbito das administrações direta e indireta da Prefeitura. O pacote estabelece ainda um maior controle nos gastos de custeio da máquina, a exemplo de diárias, horas extras, telefone, água, energia e outros.
 
Com uma queda vertiginosa da receita nos últimos meses, Romero Rodrigues decidiu lançar mão do decreto para justamente evitar o que, para ele, seria uma tragédia social de grandes dimensões: demissões em massa no âmbito da Prefeitura. “Já passamos por momentos de dificuldades antes e só conseguimos atravessar o ´deserto´, sem sacrificar os empregos das pessoas, graças à solidariedade de cada um, do prefeito e integrantes diretos da equipe de auxiliares.
 
Para se ter uma ideia, de acordo com o secretário de Finanças e Receita do Município, Joab Pacheco, o repasse da última cota do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) teve uma redução de nada menos que 50% do esperado – ficando bem abaixo do que foi transferido no mesmo período em 2015.
 
Precedente em 2015
 
Aliás, em 2015, o prefeito campinense lançou um pacote similar, quando a crise econômico-financeira já começava a ganhar contornos mais dramáticos. Na época, Romero Rodrigues assinou um decreto reduzindo em 40% o próprio salário e do então vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho, que prontamente se mostrou solidário às medidas. Mais uma vez, os principais aspectos ou consequências da crise econômica nacional, como a queda de receitas, perda de capacidade de consumo da população com a diminuição da massa salarial e outros efeitos impuseram iniciativas amargas.
 
Conforme revelou o prefeito, as obras em execução no município não serão afetadas, pois a meta é enfrentar a crise, mas sem penalizar com perda de qualidade os serviços prestados à comunidade. Por isso, os cortes não atingem as subvenções sociais e os serviços essenciais mantidos pela administração.