20 . Out . 2017

Após votar pela absolvição, Lira recebe prêmio de site em Brasília. "Tem que ter é a aprovação do povo"

Em: POLÍTICA
Após votar pela absolvição, Lira recebe prêmio de site em Brasília.

Após votar pela absolvição, Lira recebe prêmio de site em Brasília. "Tem que ter é a aprovação do povo"

O senador Raimundo Lira (PMDB) foi o único da Paraíba a receber o prêmio como um dos melhores parlamentares do ano do Congresso em Foco. A premiação aconteceu na noite desta quinta-feira (19).
 
“Muita alegria e muita satisfação estar entre os cinco melhores senadores do Brasil. Ofereço este prêmio aos quase quatro milhões de paraibanos”, disse Lira após receber o prêmio.
 
Por força do regulamento, o júri examinou critérios como a assiduidade em sessões deliberativas, a participação nos debates do Parlamento, o desempenho na apresentação de propostas legislativas, a capacidade de articulação política e os compromissos contra a corrupção e o desperdício de recursos públicos e na defesa da democracia e do desenvolvimento sustentável.
 
Após votar pela absolvição de Aécio Neves, Lira foi agraciado por um site em Brasília, resta saber, agora, se pelo povo também. Pelo visto, não. 
 
 
 
 
20 . Out . 2017

Deputado estadual diz que o problema de Cartaxo não é transparência e sim incompetência

Em: POLÍTICA
Deputado estadual diz que o problema de Cartaxo não é transparência e sim incompetência

Deputado estadual diz que o problema de Cartaxo não é transparência e sim incompetência

O problema do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) não é só a falta de transparência, mas também de competência, de acordo com o deputado estadual Aníbal Marcolino (PSD). Para o parlamentar a queda de 11 posições no ranking de transparência, mostra que o que Cartaxo diz não se escreve.
 
“Mostra que o que o prefeito diz não se escreve. O que falta nele não é só transparência, que já foi provado que não tem, João Pessoa estava na terceira posição, caiu para a décima quarta. Falta para o prefeito competência, ele não consegue administrar a cidade”, declarou.
 
Aníbal também afirmou que Cartaxo mente, pois declarou que não iria ser pré-candidato ao governo, porém já faz pré-campanha. De acordo com o parlamentar, Cartaxo abandona João Pessoa e os problemas que sua gestão está passando, para divulgar na Paraíba um modelo de gestão que não deve ser seguido.
 
“Os problemas que se encontram na Saúde, Infraestrutura, na Mobilidade Urbana e ele abandona a cidade, para mentir para a população, mostrando um modelo novo de se governar, um modelo que não deve ser copiado. Agora está explicado o medo dele de realizar a audiência pública da sobre a Lagoa, A CGU mostrou que João Pessoa não tem transparência alguma”, criticou.
 
O ranking
 
De terceiro para décimo quarto na Transparência Pública. A Prefeitura de João Pessoa despencou 11 posições no ranking da terceira edição do “Escala Brasil Transparente”, elaborado pela Controladoria-Geral da União (CGU).
 
Na segunda edição, a Prefeitura de João Pessoa ocupava a 3ª colocação no ranking das capitais, deixando para trás Recife, São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis. Já nesta terceira edição, avaliada no período entre julho de 2016 a janeiro deste ano, a gestão de Luciano Cartaxo, no quesito transparência, perde para capitais que sequer figuravam entre as 10 melhores no ano anterior, como é o caso de Maceió, que saiu de 23ª para 6ª colocação.
 
Terceira edição da Escala Brasil Transparente
 
Queda na Transparência: Problema de Cartaxo é falta de competência, diz deputado
 
Segunda edição da Escala Brasil Transparente
 
Queda na Transparência: Problema de Cartaxo é falta de competência, diz deputado
 
A justificativa para a queda vertiginosa da gestão Cartaxo na Transparência foi o não cumprimento dos prazos para entrega de informações à CGU. Na avaliação, o órgão recomenda que a Prefeitura de João Pessoa estabeleça “mecanismos e procedimentos que auxiliem a área responsável a atender aos prazos definidos na Lei de Acesso à Informação”.
 
Atualmente, o secretário de Transparência Pública de João Pessoa é o ex-vereador Bira Pereira.
 
Com Paraíba já
20 . Out . 2017

Eleições 2018: Cartaxo e Romero travam 'Guerra Fria' pela preferência de Cássio

Em: POLÍTICA
Eleições 2018: Cartaxo e Romero travam 'Guerra Fria' pela preferência de Cássio

Eleições 2018: Cartaxo e Romero travam 'Guerra Fria' pela preferência de Cássio

As oposições na Paraíba tentam, mas não conseguem esconder o racha dentro do grupo. Depois do PMDB, que, além de estar dividido, já ter anunciado candidatura própria, em 2018, agora é o PSD, do prefeito Luciano Cartaxo que trabalha para dar uma rasteira nas pretensões do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB).
 
A estratégia já foi colocada em ação e passa pelo PP, da família Ribeiro.
 
Segundo uma fonte, ligada à prefeitura da Capital, o recente impasse gerado entre a deputada Daniella Ribeiro (PP) e a gestão Romero (PSDB), por conta de cargos, foi uma articulação do Paço Municipal, em João Pessoa. O prefeito Cartaxo teria oferecido uma secretaria ao PP a fim de que o grupo Ribeiro desprezasse o espaço ofertado pelo prefeito Romero, na gestão em Campina Grande.
 
Seria também uma espécie de troco, dado por Cartaxo, a Romero, para rebater a articulação que levou Eliza Virgínia à Assembleia e acabou forçando a ida de Marmuthe Cavalcanti para Câmara de João Pessoa. Além disso, o objetivo de Cartaxo é gerar em Romero uma sensação de instabilidade para que ele permaneça no cargo até o final de seu mandato, em 2020 e deixe o espaço livre para a formação da aliança PSD/PSDB.
 
A pretensão do prefeito de João Pessoa é ganhar o apoio dos Cunha Lima, sem Romero, e continuar aliado ao PP.
 
Cartaxo disputaria a cabeça da chapa, como candidato a governador, teria o filho de Cássio, o jovem deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) como vice, e Aguinaldo Ribeiro seria alçado como candidato ao Senado Federal.
 
Cássio, por sua vez, diz que estaria disposto a sair de cena e ficar fora da disputa de 2018, tanto para prestigiar o filho, quanto para minimizar a jogada contra Romero, numa espécie de consolo de que é melhor ‘um pássaro na mão do que dois voando’.
 
O senador, todavia, estaria utilizando a tese do desapego, como estratégia, justamente para forçar os outros (leia-se Romero) a também desapegar. Mas, nos bastidores, especula-se que Cássio pode, até mesmo, dá um passo para trás e disputar um mandato de deputado federal, e assim abrir espaços na chapa majoritária.
 
 
CHAPA EM FORMAÇÃO 
 
GOVERNADOR: Luciano Cartaxo (PSD) 
 
VICE GOVERNADOR: Pedro Cunha Lima 
 
SENADOR: Aguinaldo Ribeiro 
 
SUPLÊNCIA I: em aberto (para negociar) 
 
SUPLÊNCIA II: em aberto (para negociar) 
 
SENADOR: em aberto 
 
SUPLÊNCIA I: em aberto (para negociar) 
 
SUPLÊNCIA II: em aberto (para negociar) 
 
Com informações do PB Agora
 
19 . Out . 2017

Bancada Paraibana destina emendas para Hospital Metropolitano e Ramal Piancó da Transposição

Em: POLÍTICA
Bancada Paraibana destina emendas para Hospital Metropolitano e Ramal Piancó da Transposição

Bancada Paraibana destina emendas para Hospital Metropolitano e Ramal Piancó da Transposição

A bancada federal paraibana vai priorizar obras de segurança hídrica e intervenções na área de saúde na destinação de emendas parlamentares impositivas. A decisão foi tomada na noite desta quarta-feira (18), durante reunião entre deputados, senadores, gestoras e entidades, em Brasília.
 
Para as obras do Ramal Piancó da Transposição serão destinados R$ 23 milhões; para o custeio do Hospital Metropolitano de Santa Rita R$ 45 milhões; e mais R$ 45 milhões para ajudar na saúde das pequenas cidades, que sofrem com a falta de recursos.
 
“Tínhamos muitas solicitações e sabemos da importância desses recursos em um período de crise financeira. Então, de forma conjunta, decidimos destinar as emendas para ações que garantam segurança hídrica e saúde”, explicou o coordenador da bancada federal, o deputado Wilson Filho (PTB).
 
O deputado lembrou que outras obras serão priorizadas nas 13 emendas de bancada e nas individuais. Entre as intervenções, Wilson destacou a da duplicação da BR 104 de Queimadas a Campina e de lá a Lagoa Seca, perfuração de poços, mobilidade urbana na Rainha da Borborema e João Pessoa e duplicação da rodovia de Cajazeiras a Sousa.
 
Segurança hídrica – O Ramal Piancó vai perenizar o Rio Piancó, abastecendo o maior conjunto de barragens do estado, que é o Coremas-Mãe D’Água. Ele funcionará como terceiro braço da transposição do São Francisco. O projeto prevê a construção de um conjunto de adutoras que vai garantir a chegada da água para 18 municípios que possuem problemas de abastecimento.
 
Hospital – O Hospital Metropolitano será referência nas áreas de cardiologia e neurologia e vai atender uma demanda que é a principal causa das mortes da população paraibana. Ele possuirá 11 salas de cirurgias e 229 leitos, sendo 3 de Emergência, 41 leitos de Observação (Vermelha e Amarela), 125 de Enfermaria (Adulto e Pediátrico) e 60 leitos de UTI (Adulto e Pediátrico). As Unidades de Terapia Intensiva serão divididas em UTI neurocirúrgica, UTI AVC, UTI cardiológica e UTI pediátrica cardio/neuro.
 
19 . Out . 2017

Perimetral Sul ganhará nome do ex-governador Tarcísio Burity

Em: POLÍTICA
Perimetral Sul ganhará nome do ex-governador Tarcísio Burity

Perimetral Sul ganhará nome do ex-governador Tarcísio Burity

A Via Perimetral Sul, que está sendo construída pelo governo do Estado da Paraíba em João Pessoa, receberá a denominação “Governador Tarcísio de Miranda Burity”. O projeto de lei de autoria do deputado estadual Hervázio Bezerra foi sancionado pelo governador Ricardo Coutinho e publicado na edição desta quinta-feira (19) do Diário Oficial do Estado.
 
Burity foi governador da Paraíba por duas vezes, entre março de 1979 e maio de 1982 e entre março 1987 e março de 1991. O jurista, escritor e professor nasceu em João Pessoa no ano de 1938 e morreu em São Paulo no ano de 2003, onde estava internado depois de problemas cardíacos.
 
19 . Out . 2017

Prefeito de São Bento proíbe uso de celular pelos funcionários públicos durante expediente

Em: POLÍTICA
Prefeito de São Bento proíbe uso de celular pelos funcionários públicos durante expediente

Prefeito de São Bento proíbe uso de celular pelos funcionários públicos durante expediente

Na cidade de São Bento, o prefeito Jarques Lúcio, do DEM, baixou um decreto, na última terça-feira (17), que limita a liberdade digital dos servidores municipais. Agora, ninguém poderá mais utilizar celular, smartfhone, tablet ou instrumento congênere durante o expediente, sob pena de sofrer as sanções cabíveis.
 
Segundo o decreto, a decisão visa evitar que funcionários dispersem sua atenção para as redes sociais em vez de focarem apenas na realização da função pública e no atendimento às necessidades da coletividade.
 
O funcionário comissionado que infringir a lei poderá ser destituído do cargo, visto que a indicação é de livre nomeação e exoneração. Já os efetivos poderão passar por sindicância ou até mesmo um Processo Administrativo Disciplinar, com direito a ampla defesa caso insistam em descumprir a determinação.
 
18 . Out . 2017

TCE condena ex-prefeita de Conde, Tatiana Correia, a devolver R$ 1,5 milhão aos cofres públicos

Em: POLÍTICA
TCE condena ex-prefeita de Conde, Tatiana Correia, a devolver R$ 1,5 milhão aos cofres públicos

TCE condena ex-prefeita de Conde, Tatiana Correia, a devolver R$ 1,5 milhão aos cofres públicos

A ex-prefeita do Conde, Tatiana Lundgren Correa, teve suas contas relativas ao exercício financeiro de 2014 reprovadas pelo Tribunal de Contas da Paraíba. O TCE ainda impôs o débito de R$ 1.597.921,45.
 
Tatiana foi responsabilizada pela saída não comprovada de recursos municipais, disponibilidades financeiras também sem comprovação e falta de documentos para justificar despesas públicas com material e contratação de serviços. A decisão cabe recurso. 
 
Na sessão desta quarta-feira (18), o tribunal também reprovou as contas do prefeito de Teixeira, Edmilson Alves dos Reis, relativas ao exercício financeiro de 2014, e impôs o débito de R$ 721.654,46 por subcontratação ilegal de veículos para transporte escolar. Cabe, também, recurso contra essa decisão.
 
Já em fase recursal, o TCE manteve sua desaprovação às contas de 2014 do ex-prefeito de Baía da Traição, Manuel Messias Rodrigues, conforme voto do relator Fernando Catão.
 
18 . Out . 2017

Samba do crioulo doido: Cássio diz que absolvição de Aécio no Senado não significa impunidade

Em: POLÍTICA
Samba do crioulo doido: Cássio diz que absolvição de Aécio no Senado não significa impunidade

Samba do crioulo doido: Cássio diz que absolvição de Aécio no Senado não significa impunidade

Aliado de Aécio Neves (PSDB-MG), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) afirmou, na noite desta terça-feira (17), que a decisão do Senado de barrar as medidas cautelares impostas ao parlamentar mineiro pelo Supremo Tribunal Federal (STF) não pode ser vista como “impunidade”.
 
Por 44 votos a 26, senadores decidiram derrubar o afastamento do mandato e o recolhimento do tucano determinados pela Primeira Turma do Supremo em 26 de setembro.
 
“É importante dizer que o processo terá sequência. O senador (Aécio) continuará sob jurisdição do STF, o inquérito está em curso, poderá ou não ser transformado em ação penal. Para que não fique essa discussão falsa de que é impunidade”, disse o senador paraibano.
 
“É importante fazer essa distinção porque o Brasil não vai tolerar qualquer movimento nesse sentido. O processo tem curso e terá sequência e o senador (Aécio) terá, como lhe é garantido pela Constituição, de exercer o seu direito de ampla defesa”, acrescentou Cássio.
 
O senador paraibano, no entanto, evitou prever se a situação de Aécio no partido será definida. O mineiro está licenciado da presidência da sigla desde a deflagração da Operação Patmos, em maio deste ano. “Esse desfecho haverá mais cedo ou mais tarde. O importante é que tenhamos a capacidade de manter a normalidade democrática” disse Cássio.
 
Lira e Maranhão
 
Além de Cássio, os senadores paraibano Raimundo Lira e José Maranhão, ambos do PMDB, também votaram para livrar Aécio Neves da punição imposta pelo STF. Na Paraíba, a posição adotada pelos três parlamentares, no entanto, repercutiu muito negativamente nas redes sociais.
 
 
18 . Out . 2017

Pau no lombo só dos pequenos, diz o deputado Raoni em relação a absolvição de Aécio

Em: POLÍTICA
Pau no lombo só dos pequenos, diz o deputado Raoni em relação a absolvição de Aécio

Pau no lombo só dos pequenos, diz o deputado Raoni em relação a absolvição de Aécio

O deputado estadual Raoni Mendes (DEM) comentou nesta quarta-feira (18), a decisão de ontem, do Senado que decidiu derrubar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar do mandato o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo Raoni uma expressão popular muito representa esse ato “O pau no lombo só quebra nos pequenos e os grandes se protegem”, disse.
 
Com essa decisão, o tucano também fica liberado do recolhimento domiciliar noturno. Foram 26 votos a favor e 44 contra manter as medidas cautelares determinadas pelo STF. “Eu inclusive peço a celeridade do nosso partido, sobre a quebra do foro privilegiado. O relator é o deputado Efraim e tenho certeza que ele vai dar celeridade a esse tema, pois é o mínimo de satisfação que devemos ao eleitor. Não temos como conviver com tanta impunidade”, disse o deputado, destacando de que é hora de a decisão que afligir os pobres também afligir os ricos.
 
Sobre o posicionamento da bancada paraibana no tocante a votação, ele disse que cada um votou com sua consciência. “Eu vou respeitar, mas não concordo, pois o STF se agachou. Então para mim é respeitar a decisão deles, mas dizer que se fosse eu não faria dessa forma”, afirmou.
 
 
17 . Out . 2017

Após ter licença para construção de prédio negada pela Prefeitura de Santa Rita, Cremosinn pode deixar à Paraíba e se instalar em PE

Em: POLÍTICA
Após ter licença para construção de prédio negada pela Prefeitura de Santa Rita, Cremosinn pode deixar à Paraíba e se instalar em PE

Após ter licença para construção de prédio negada pela Prefeitura de Santa Rita, Cremosinn pode deixar à Paraíba e se instalar em PE

Quem nunca ouviu essa frase: “Olha o Cremosinnnnnn”. Pois bem, essa indústria de sorvetes e picolés de iogurte vendidos em saquinhos e que é campeão de vendas em vários estados do Nordeste e fabricado há anos em Santa Rita, pode estar de malas ou saquinhos prontos para deixar à Paraíba e desembarcar no Pernambuco. 
 
É que a Prefeitura Municipal de Santa Rita negou licença ao proprietário da empresa, o senhor Adolfo Bezerra, para a construção de novas instalações da fábrica.  O motivo, segundo o Blog levantou, é simples: perseguição política. “Adolfo votou e apoiou o deputado Zé Paulo nas últimas eleições para prefeito da cidade e Panta (Ermeson, o prefeito) não aceita isso, até hoje”, revela um político que conhece, de perto, a realidade local. 
 
A licença para construção do novo prédio da empresa foi negada pela secretária de Infraestrutura do município, Renata de Freitas. “O empresário tem um terreno em Santa Rita que foi doado à época pelo prefeito Marcos Odilon”. 
A fonte revela ainda que o prefeito de São Lourenço da Mata (PE) ofereceu um prédio já estruturado pronto para receber as máquinas que produzem o Cremosinn. “O senhor Adolfo é muito grato a cidade de Santa Rita. Quando chegou à Paraíba para investir foi bem acolhido no município e ele é grato, por isso queria permanecer na Paraíba”.  
 
A empresa Cremossinn gera mais de 100 empregos diretos em Santa Rita e outros milhares indiretos na Paraíba e em vários estados do Nordeste. Estima-se que são produzidos mais de 20 mil saquinhos de picolé de iogurtes por dia, além de sorvetes em potes, outra novidade da marca. 
 
Pettronio Torres